cnpv

O que fazer com o IPVA atrasado? Entenda.

Ficar com o IPVA atrasado é mesmo uma dor de cabeça. Mas afinal, o que você precisa fazer se perder o pagamento?

Inegavelmente, todo começo de ano as pessoas se preparam para pagar o imposto estadual. Porém, podem acontecer problemas e como consequência, muita gente acaba com o IPVA atrasado.

Então, para não correr esse risco, você precisa se planejar e organizar suas finanças. Não tem jeito! O mês de janeiro chega e consequentemente, o IPVA chega junto.

E, embora as datas de pagamento sejam variáveis (de acordo com o final da placa do automóvel), ele é uma grande preocupação dos motoristas.

Ou seja meu amigo, não tem para onde fugir, esse Imposto é mesmo uma obrigação.

Entendendo o IPVA

Certamente você já se perguntou: – “Como funciona essa cobrança e para onde vai o dinheiro recolhido no IPVA?”

Bem, ele é um imposto recolhido pelos estados todos os anos em cima da propriedade de veículos. Portanto, o IPVA é cobrado de qualquer pessoa que possua um veículo automotor, como por exemplo:

  • Motos;
  • Carros;
  • Caminhão;
  • Ônibus.

Isso significa que, do valor total que o estado recolhe com o IPVA, metade fica com ele e a outra metade é destinada aos municípios onde os veículos foram emplacados.

O que fazer com o IPVA atrasado?

Por que você deve pagar o IPVA?

Muitas vezes pagamos impostos e não sabemos o motivo de ser cobrado. Ou, certamente pensamos para onde esse dinheiro vai.

No caso do IPVA, o dinheiro recolhido vai direto para um local chamado de Tesouro.

Ou seja, é com essa parte do dinheiro que o governo estadual também investe em obras e serviços.

IPVA atrasado: Primeira data de pagamento

Se você perder a primeira data de pagamento, o único jeito de quitar a dívida é pagando o valor total e sem ganhar nenhum desconto.

IMPORTANTE: De acordo com o final das placas, até a data limite de pagamento não pode ser cobrado juros e nem multa em cima do valor a ser pago.

IPVA atrasado: Segunda data de pagamento

Nesse caso, existem dois cenários. Veja abaixo:

  • Já realizei o pagamento da primeira parcela em janeiro.

Se você só perdeu o prazo da segunda data, terá que pagar o restante do valor de uma vez só.

  • Não realizei nenhum pagamento

Se você perdeu as duas datas, logo, seu crédito fica aberto.

Em outras palavras, você acumula juros diários de 0,33% mais juros de mora com base na taxa Selic. Além disso, o seu CPF entra na lista de restrições.

Como consultar os meus pagamentos?

Você precisa acessar o site da Secretaria da Fazenda. Lá, é possível confirmar se pagou ou não o imposto, uma vez que tiver dúvida.

No mesmo site, você também consegue imprimir um guia de pagamento.

Calcule aqui o valor do IPVA com a tabela FIPE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *